MATÉRIAS

Tatra, pouco conhecida mas muito importante

Um pouco sobre a história desta marca

Por Leo Peshkov

 

Tatra, Ledwinka, Tchecoslováquia, podem não ser de conhecimento de muitas pessoas, mas um bom apreciador de carros antigos, e principalmente, história dos automóveis precisa “lincar” estes nomes para saber a sua importância.

 

A Tatra é uma marca que remonta o começo da comercialização de carros como meio de transporte de pessoas, ela foi criada em 1850 (1850!) com o nome de Schustala & Company, renomeada mais tarde como Wagenbau Fabriks Gesellschaft A. G.. Em 1897 o primeiro modelo chamado, Presidente, saiu da fabrica que agora se chamaria Tatra em homenagem a montanha onde eles realizavam os testes de qualidade, performance e durabilidade. Isso tudo na Checoslováquia, um país do Leste Europeu cuja capital era Praga.

 

Vamos agora falar de Ledwinka. Hans Ledwinka era o engenheiro e projetista chefe da Tatra em 1921, mas havia participado da construção do Presidente quando estava bem no começo de sua carreira. 

 

O reconhecimento da Tatra, principalmente na Europa veio através da vitória, em “ dobradinha” (primeiro e segundo lugar),  do modelo T11 na Targa Florio de 1925. O T11 era uma carro projetado para ser acessível a qualquer pessoa, e trazia varias inovações técnicas como integração do chassis e componentes do conjunto moto-propulsor, possuía motor de com menos de 1100cc refrigerado a ar.

 

Deste momento em diante a Tatra passaria a focar e ser reconhecida por carros e caminhões, muito robustos, simples e confiáveis.

 

Os carros de luxo não ficavam de fora, como o modelo T80 dos anos 20.

 

Tatra T80

 

Pois vamos lá, qual a importância de Hans Ledwinka afinal.

 

Ledwinka, e sua grande experiência com carros refrigerados a ar, criou o T97, baseado no protótipo V570 de 1935. E este carro teria sido a inspiração de Ferdinand Porsche para a fabricação do Volkswagen.

 

Tatra V570

 

A semelhança é incontestável, e até mesmo Porsche havia dito à época que ao conceber o “Fusca” havia olhado por cima do ombro de Ledwinka durante o projeto do T97.

 

TATRA T97

 

Durante muito tempo circulava no meio automobilístico que ambos tinham um relacionamento aberto, mas hoje sabe-se que não era bem assim, pois houve um processo formal da Tatra contra a VW a respeito de uma das patentes de Ledwinka, que recebeu o equivalente a 1 milhão de marcos alemães, o equivalente a 250 mil dólares à época que atualizados para valores de hoje seria algo em torno de 2 milhões de dólares.

 

Durante décadas a Tatra construiu carros com motores traseiros refrigerados a ar, com design muito diferente dos que se oferecia no mercado, incluindo preocupação ergonômica e aerodinâmica.

  

Um fato curioso e nunca realmente comprovado chama os Tatras da época da segunda grande guerra de: A Arma Secreta da Checoslováquia. Isto pois apos a conquista deste pais pela Alemanha nazista, os carros passaram a ser fabricados e entregues aos oficiais alemães que passaram a sofrer acidentes em virtude de serem carros grandes e com difícil dirigibilidade em virtude dos motores traseiros. Um mito, que tanto alemães quanto checos, gostam de contar, uns dizendo que os carros eram difíceis e outros pela incapacidade dos pilotos.

 

Indexada ao território soviético, após a guerra a Tatra continuaria a produzir seus carros (e limusines)  com os modelos Tatraplan (que o própiro Ledwinka ajudou a conceber na prisão) e o T603.

 

TATRA T603

Como acontecera com muitos dos engenheiros, e donos de empresas consideradas estratégicas, Hans Ledwinka (tal qual Ferdinand Porsche), foi preso e somente libertado em 1951 apenas como um maleta e a roupa do corpo, todos os seus bens haviam sido confiscados. Ele retomou sua vida em Viena (Áustria) e depois mudou-se para Munique (Alemanha) onde aposentou-se e veio a falecer em 1967, não sem antes ter recebido uma homenagem em 1966 na forma de uma Ordem Alemã de Honra pelos serviços prestados a industria automobilística em geral e da alemã em particular. Sua vida ficou praticamente esquecida até que o muro de Berlin veio abaixo e o interesse pelas maquinas o leste europeu vieram a aparecer. Em 2007 o nome de Ledwinka foi incluido no European Hall of Fame e agora em 2014 o concurso de elegância de Pebble Beach (California) dedicou o evento para homenagear este que foi um designer, engenheiro e idealizador que apesar de tantas realizações quase passou desapercebido pela história.

 

Mais foto na galeria:

http://www.carroantigo.com.br/galeria/68/tatra-tatra-porque-a-tatra-e-uma-marca-tao-importante-na-europa/

Publicidade
Publicidade
  • KIA MOTORS
  • 3M
  • TNT ENERGY DRINK
  • NETserv
  • PIRELLI