MATÉRIAS

Brasões e Logotipos: ALFA ROMEO

uma viagem pelos brasões e logotipos de algumas das marcas mais conhecidas do mundo

Por Renato Megnis

Brasões e Logotipos : ALFA ROMEO

Os fabricantes de automóveis de um modo geral acabam se destacando em algum segmento de mercado, e suas marcas acabam por representar o estilo da marca e o que o consumidor espera agregar a sua própria vida ao comprar um carro da marca. Desta forma iniciaremos com esta matéria, uma viagem pelos brasões e logotipos de algumas das marcas mais conhecidas do mundo.

A primeira marcar que exploraremos È a Alfa Romeo.

Fundada em 1910 sob o nome de Anonima Lombarda Fabbrica Automobili (ALFA),  passou usar como símbolos a bandeira de Milão, com sua cruz vermelha, combinada com um símbolo heráldico usado pela família aristocrática milanesa dos Visconti, que consistia de uma serpente.

 

O símbolo da cruz vermelha sobre o fundo branco, símbolo de Milão remonta aos cavaleiros cruzados milaneses que lutaram na Terra Santa na primeira cruzada em 1095.

 

 

 

O símbolo da serpente tem uma história um pouco mais curiosa e remonta ao século sexto quando as tribos germânicas da Lombardia invadiram e se instalaram no norte da Itália. Estes acreditavam que uma serpente desenhada sobre um fundo azul trazia sorte nas batalhas. Em 1295 quando Matteo Visconti tornou-se o lorde das terras de  Mil„o, encomendou junto a  alguns s·bios a tarefa de criar um passado fantástico aos Visconti e que enobrecesse o passado sombrio da região que foram outrora dominada pelos germânicos. Desta forma, foi criada um lenda onde um tal ancestral de nome Umberto que havia matado um dragão. O símbolo foi então criado, sob nome de “biscione” e que se valia da serpente sobre fundo azul, somente que agora havia sido incluída uma cabeça de dragão.

 

 

 

A ALFA usou de 1910 a 1915 este escudo circular, onde metade trazia a bandeira e a outra metade o dragão devorando um homem, envoltos por um anel azul com as inscrições douradas,  ALFA na parte superior e na inferior MILANO, e que eram separados por desenhos de nós de Savoy.

 

 

 

Em 1918 Nicola Romeo comprou a fábrica e o ALFA passou a figurar como ALFA-ROMEO sendo as inscrições em cor Branca.

 

 

 

Em 1925 o logo ganhou uma coroa de louros prateada no seu contorno, e, os detalhes dourados incluindo os nós de Savoy passaram a ser prateados, esta mudança se deu em função da marca ter vencido o seu primeiro campeonato mundial de Grand-Prix.

 

 

 

A título de curiosidade, em 1932 os veículos exportados para a França traziam as palavras ALFA-ROMEO PARIS.

 

Quando a Itália passou a ser uma república, os nós de Savoy, que representavam sutilmente a família real foram substituídos por duas formas onduladas.

 

 

 

Entre 1946 a 1950 houve uma revisão no estilo do logo sendo o fundo vermelho com os símbolos e prateados.

 

Com a instalação de uma nova fábrica da Alfa-Romeo em Nápoles (Alfasud) em 1971 o logo foi modernizado e reestilizado tal qual é hoje, de certa forma foi simplificado e passou a ter um visual mais limpo e bem definido, o MILANO passou a ser desnecessário.

 

 

 

A Alfa-Romeo até hoje mantém o seu símbolo vivo e presente, e principalmente, continua criando carros com apelo visual agressivo, esportivo sempre com o toque especial que somente os designers italianos são capazes de criar.

 

Publicidade
Publicidade
  • KIA MOTORS
  • 3M
  • TNT ENERGY DRINK
  • NETserv
  • PIRELLI