DICAS

/ Mecânica

Os motores a combustão tem uma temperatura ideal de funcionamento, o que não significa que andar mais frio ou um pouco mais quente vá afetar o funcionamento correto, contudo calor excessivo ou frio excessivo por tempo prolongado pode sim comprometer partes do motor ou até o motor como um todo.

 

Rodar por aí em veículos antigos não quer dizer que você esteja potencialmente correndo este risco por isso alguns cuidados podem ser levados em conta, afinal nem todos os carros produzidos “lá fora” foram testados para rodar em ambientes extremos, adicione idade e o temor aumenta ainda mais.

 

O sistema de refrigeração do carro é composto por vários itens que devem trabalhar em conjunto para obter-se o resultado esperado que é manter o carro numa faixa de trabalho adequada, portanto, se você mora em um local muito quente, muito frio, muito seco, deve notar estas peculiariedades e adequar o seu automóvel.

Conhecer o carro é fundamental para não levar sustos, assim se o carro começa a trabalhar mais quente do que de costume, é hora de fazer um exame.

 

O radiador, é fundamental para o líquido refrigerante trocar calor, e baixar a temperatura de forma a manter o motor na temperatura correta, portanto verifique se o mesmo não está excessivamente sujo, com muito insetos, ou acumulo de terra, lama, etc.. Normalmente uma mangueira com pressão é suficiente para limpá-lo.

 

Aproveite para verificar se existem vazamentos, que as vezes podem ser tão pequenos que passam desapercebidos com o carro parado e o motor desligado. Procure por marcar brancas, ou esverdeadas, normalmente denotam um problema ainda que pequeno.

 

Verifique também a qualidade do liquido refrigerante, pois se estiver muito sujo poderá entupir as galerias do radiador, e até prejudicar a eficiência da bomba d`água. Normalmente se houver uma pequena obstrução, desconecta-se a mangueira inferior e deixa-se um fluxo continuo de água até que pareça sair com a mesma quantidade e velocidadde que a de entrada. Em muitos casos, inverter e fazer o fluxo de baixo para cima ajuda a desobstrir o sistema.

 

Um olhar especial deve ser prestado a tampa do radiador uma vez que este item quase sempre muito barato, pode estar ressecado ou não permitindo a correta pressurização do sistema.

 

Mangueiras e correias são itens normalmente fáceis de inspecionar. Substitua quando estiverem apresentado rachaduras, se estiverem excessivamente duras (envelhecimento da borracha), ou se estiverem vazando. Correias da mesma forma, devem ser verificadas quanto ao estado geral e também sua tensão, se estiver frouxa, estique-a ou troque por uma nova.

 

Outro item fundamental é o termostato. Ele é responsável por regular a circulação do líquido quando o motor está quente ou frio, ele fica fechado quando o motor está frio e aberto quando quente. Quando o termostato fica velho, pode emperrar fechado e desta forma o carro vai esquentar muito rapidamente, ou seja se o carro está esquentando muito e todo o sistema está visualmente OK, verifique o termostato.

 

Um vilão oculto do superaquecimento é a junta do cabeçote. Ela pode estar jogando a “água” para dentro dos cilindros ou oleo/combustível na “água”. Verifique a existência de água no oleo ou vice versa.

 

Carros dotados com sistema de ar quente podem apresentar problemas, principalmente aqui no Brasil por serem pouco usados. O radiador de ar quente facilemnte entope e prejudica o fluxo geral do liquido refrigerante. Muitas pesseoas inutilizam este systema com um tubo tipo “bypass”.

 

Ajustar o tempo do motor e manter o carburador bem regulado também ajudam e muito a manter a temperatura de uso do carro adequada.

 

Estes são alguns aspectos básicos a serem observados e não foram levados a fundo, lembre-se, cada caso é um caso, e encontrar um problema pode ser mais fácil que encontrar a solução do problema ou sua origem. Faça sempre testes visuais e mantenha-se informado. O segredo é estar um passo adiante dos possíveis problemas.

LISTAR DICAS

Publicidade
Publicidade
  • KIA MOTORS
  • 3M
  • TNT ENERGY DRINK
  • NETserv
  • PIRELLI